Drogaria Farma Delivery
Carvegran 6,25Mg c/ 30 Comprimidos
stars oferta em destaque a partir de R$ 2,95
    11 auto

    Lista de Preços de Carvegran

    2.9521.82BRL7

    Compare a partir de R$ 2,95 até R$ 21,82 em 2 farmácias online

    Encontre 7 preços, similares, bulas, apresentações e tire dúvidas
    Filtrar resultados
    Carvegran 6,25Mg c/ 30 Comprimidos preço

    Compare 2 preços de Carvegran 6,25Mg c/ 30 Comprimidos nas melhores farmácias e pague menos

    Carvegran 6,25Mg c/ 30 Comprimidos

    R$ 31,06
    R$ 2,95

    • Drogaria Farma Delivery
    91%

    Carvegran 6,25Mg c/ 30 Comprimidos comercializado por Drogaria Farma Delivery

    Envio para todo Brasil. Consulte condições para frete grátis e parcelamento sem juros no site.

    Ir na farmácia online
    FarmaDelivery Carvegran 6,25Mg - Legrand - a partir de R$ 2,95
    Carvegran 6,25Mg - Legrand

    R$ 36,33
    R$ 9,90

    • Gigafarma
    73%

    Carvegran 6,25Mg - Legrand comercializado por Gigafarma

    Frete grátis: via motoboy em São Paulo, em compras acima de R$ 250,00 e até 2kg.

    Ir na farmácia online
    Gigafarma Carvegran 6,25Mg - Legrand - a partir de R$ 2,95


    Código de Barras: 7896004732473

    Carvegran 3,125Mg c/ 15 Comprimidos preço

    Compare 1 preço de Carvegran 3,125Mg c/ 15 Comprimidos na melhor farmácia e pague menos

    Carvegran 3,125Mg c/ 15 Comprimidos

    R$ 20,74
    R$ 4,82

    • Drogaria Farma Delivery
    77%

    Carvegran 3,125Mg c/ 15 Comprimidos comercializado por Drogaria Farma Delivery

    Envio para todo Brasil. Consulte condições para frete grátis e parcelamento sem juros no site.

    Ir na farmácia online
    FarmaDelivery Carvegran 3,125Mg c/ 15 Comprimidos - a partir de R$ 4,82


    Código de Barras: 7896004732435

    Carvegran 3,125Mg - Legrand preço

    Compare 1 preço de Carvegran 3,125Mg - Legrand na melhor farmácia e pague menos

    Carvegran 3,125Mg - Legrand

    R$ 31,24
    R$ 7,99

    • Gigafarma
    74%

    Carvegran 3,125Mg - Legrand comercializado por Gigafarma

    Frete grátis: via motoboy em São Paulo, em compras acima de R$ 250,00 e até 2kg.

    Ir na farmácia online
    Gigafarma Carvegran 3,125Mg - Legrand - a partir de R$ 7,99


    Código de Barras: 7896004732442

    Carvegran 12,5Mg - Legrand preço

    Compare 1 preço de Carvegran 12,5Mg - Legrand na melhor farmácia e pague menos

    Carvegran 12,5Mg - Legrand

    R$ 42,08
    R$ 9,90

    • Gigafarma
    76%

    Carvegran 12,5Mg - Legrand comercializado por Gigafarma

    Frete grátis: via motoboy em São Paulo, em compras acima de R$ 250,00 e até 2kg.

    Ir na farmácia online
    Gigafarma Carvegran 12,5Mg - Legrand - a partir de R$ 9,90


    Código de Barras: 7896004732497

    Carvegran 25Mg - Legrand preço

    Compare 2 preços de Carvegran 25Mg - Legrand nas melhores farmácias e pague menos

    Carvegran 25Mg - Legrand

    R$ 59,78
    R$ 14,90

    • Gigafarma
    75%

    Carvegran 25Mg - Legrand comercializado por Gigafarma

    Frete grátis: via motoboy em São Paulo, em compras acima de R$ 250,00 e até 2kg.

    Ir na farmácia online
    Gigafarma Carvegran 25Mg c/ 30 Comprimidos - a partir de R$ 14,90
    Carvegran 25Mg c/ 30 Comprimidos

    R$ 51,12
    R$ 21,82

    • Drogaria Farma Delivery
    57%

    Carvegran 25Mg c/ 30 Comprimidos comercializado por Drogaria Farma Delivery

    Envio para todo Brasil. Consulte condições para frete grátis e parcelamento sem juros no site.

    Ir na farmácia online
    FarmaDelivery Carvegran 25Mg c/ 30 Comprimidos - a partir de R$ 14,90


    Código de Barras: 7896004732510

    Para que Carvegran e indicado?

    Carvegran é um medicamento Similar Equivalente, seu princípio ativo é carvedilol , é fabricado por Legrand , sua indicação de uso é Tratamento Cardiovascular e é necessário apresentar receita no momento da compra.

    Medicamentos genéricos com o mesmo princípio ativo de Carvegran

    Carvedilol Germed

    Carvedilol Germed é um medicamento Genérico seu princípio ativo é carvedilol

    a partir de R$ 3,90

    Carvedilol Nova Química

    Carvedilol Nova Química é um medicamento Genérico seu princípio ativo é carvedilol

    a partir de R$ 3,90

    Carvedilol Accord

    Carvedilol Accord é um medicamento Genérico seu princípio ativo é carvedilol

    Carvedilol - Biosintética

    Carvedilol - Biosintética é um medicamento Genérico seu princípio ativo é carvedilol

    a partir de R$ 5,69

    Medicamentos referência com o mesmo princípio ativo de Carvegran

    Karvil

    Karvil é um medicamento Referência seu princípio ativo é carvedilol

    Carvedilat

    Carvedilat é um medicamento Referência seu princípio ativo é carvedilol

    a partir de R$ 30,34

    Coreg

    Coreg é um medicamento Referência seu princípio ativo é carvedilol

    Medicamentos similares com o mesmo princípio ativo de Carvegran

    Divelol

    Divelol é um medicamento Similar seu princípio ativo é carvedilol

    a partir de R$ 21,59

    Ictus

    Ictus é um medicamento Similar seu princípio ativo é carvedilol

    a partir de R$ 28,98

    Ictus - Biolab Sanus

    Ictus - Biolab Sanus é um medicamento Similar seu princípio ativo é carvedilol

    Medicamentos similar equivalente com o mesmo princípio ativo de Carvegran

    Cardbet

    Cardbet é um medicamento Similar Equivalente seu princípio ativo é carvedilol

    a partir de R$ 9,79

    Corediol

    Corediol é um medicamento Similar Equivalente seu princípio ativo é carvedilol

    Cardilol

    Cardilol é um medicamento Similar Equivalente seu princípio ativo é carvedilol

    a partir de R$ 24,42

    Becarve

    Becarve é um medicamento Similar Equivalente seu princípio ativo é carvedilol

    INDICAÇÕES

    Hipertensão arterial: Carvegran é indicado para tratamento de hipertensão arterial, isoladamente ou em

    associação a outros agentes anti-hipertensivos, especialmente diuréticos tiazídicos.

    Angina do peito: Carvegran demonstrou eficácia clínica no controle das crises de angina do peito. Dados

    preliminares de estudos indicaram eficácia e segurança do uso de Carvegran em pacientes com angina

    instável e isquemia silenciosa do miocárdio.

    Insuficiência cardíaca congestiva: Carvegran é indicado para tratamento de pacientes com insuficiência

    cardíaca congestiva estável e sintomática leve, moderada e grave, de etiologia isquêmica e não isquêmica.

    Em adição à terapia padrão (incluindo inibidores da enzima conversora de angiotensina e diuréticos, com

    ou sem digitálicos opcionais), Carvegran demonstrou reduzir a morbidade (hospitalizações

    cardiovasculares e melhora do bem estar do paciente) e a mortalidade, bem como a progressão da doença.

    Pode ser usado como adjunto à terapia padrão, em pacientes incapazes de tolerar inibidores da ECA e

    também em pacientes que não estejam recebendo tratamento com digitálicos, hidralazina ou nitratos.

    De acordo com os resultados de um estudo (Copernicus), Carvegran é eficaz e bem tolerado em pacientes

    com insuficiência cardíaca crônica grave.

    CONTRAINDICAÇÕES

    Este medicamento é contraindicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida ao carvedilol ou a

    qualquer um dos componentes do produto; insuficiência cardíaca descompensada/instável, que exija

    terapia inotrópica intravenosa; insuficiência hepática clinicamente manifesta. Como com qualquer outro

    betabloqueador, carvedilol não deve ser usado em pacientes com asma brônquica ou doença pulmonar

    obstrutiva crônica (DPOC) com componente broncoespástico; bloqueio atrioventricular (AV) de segundo

    ou terceiro grau (a menos que o paciente tenha um marca-passo permanente); bradicardia grave (< 50

    bpm); síndrome do nó sinusal (incluindo bloqueio sinoatrial); choque cardiogênico; hipotensão grave

    (pressão arterial sistólica < 85 mmHg).

    POSOLOGIA E MODO DE USAR

    Carvegran deve ser administrado por via oral.

    Duração do tratamento: o tratamento com Carvegran é normalmente prolongado e não deverá ser

    interrompido abruptamente, mas gradualmente reduzido a intervalos semanais, particularmente em

    pacientes com doença arterial coronária concomitante.

    Hipertensão essencial

    Adultos: A dose inicial recomendada é 12,5 mg, uma vez ao dia, durante os dois primeiros dias. A seguir,

    a dose recomendada é 25 mg, uma vez ao dia. Se necessário, a dose poderá ser aumentada a intervalos

    mínimos de duas semanas até a dose diária máxima recomendada de 50 mg, em dose única diária ou

    dividida em duas doses.

    Idosos: A dose inicial recomendada é 12,5 mg, uma vez ao dia. Se necessário, a dose poderá ser

    aumentada a intervalos mínimos de duas semanas até a dose diária máxima recomendada de 50 mg, em

    dose única diária ou dividida em duas doses.

    Angina do peito

    A dose inicial recomendada é 12,5 mg, duas vezes ao dia, durante os dois primeiros dias. A seguir, a dose

    recomendada é 25 mg, duas vezes ao dia. Se necessário, poderá ser aumentada a intervalos mínimos de

    duas semanas até a dose máxima diária recomendada de 100 mg, administrada em doses fracionadas

    (duas vezes ao dia).

    A dose diária máxima recomendada para idosos é 50 mg, administrada em doses fracionadas (duas vezes

    ao dia).

    Insuficiência cardíaca congestiva (ICC)

    A dose deve ser individualizada e cuidadosamente monitorada pelo médico durante a fase de titulação.

    Para pacientes em uso de digitálicos, diuréticos e inibidores da ECA, as doses desses medicamentos

    devem ser estabilizadas antes de iniciar o tratamento com Carvegran.

    A dose inicial recomendada é 3,125 mg, duas vezes ao dia, por duas semanas. Se esta dose for tolerada,

    poderá ser aumentada subsequentemente, a intervalos mínimos de duas semanas, para 6,25 mg, duas

    vezes ao dia, 12,5 mg, duas vezes ao dia e 25 mg, duas vezes ao dia. As doses devem ser aumentadas até

    o nível máximo tolerado pelo paciente.

    A dose máxima recomendada é 25 mg, duas vezes ao dia, para todos os pacientes com ICC leve,

    moderada ou grave, com peso inferior a 85 kg. Em pacientes com ICC leve ou moderada, com peso

    superior a 85 kg, a dose máxima recomendada é 50 mg, duas vezes ao dia.

    Antes de cada aumento de dose, o paciente deve ser avaliado pelo médico quanto a sintomas de

    vasodilatação ou piora da insuficiência cardíaca. A piora transitória da insuficiência cardíaca ou a

    retenção de líquidos devem ser tratadas com aumento da dose do diurético. Ocasionalmente, pode ser

    necessário reduzir a dose ou descontinuar temporariamente o tratamento com Carvegran.

    Se o Carvegran for descontinuado por mais de duas semanas, a terapia deverá ser reiniciada com 3,125

    mg, duas vezes ao dia, e a titulação realizada conforme as recomendações acima.

    Sintomas de vasodilatação podem ser tratados inicialmente pela redução da dose do diurético. Se

    persistirem, a dose do inibidor da ECA, se utilizado, deverá ser reduzida, seguida por redução da dose do

    Carvegran, se necessário. A dose de Carvegran não deverá ser aumentada até que os sintomas de piora da

    insuficiência cardíaca ou de vasodilatação estejam estabilizados.

    Carvegran não necessariamente deve ser ingerido junto a alimentos; entretanto, em pacientes com

    insuficiência cardíaca, deverá ser administrado com alimentos para reduzir a velocidade de absorção e

    diminuir a incidência de efeitos ortostáticos.

    Pacientes com insuficiência renal

    Dados farmacocinéticos disponíveis (vide item “Farmacocinética em populações especiais”) e estudos

    clínicos publicados (vide item “Advertências e precauções – Uso em populações especiais – Insuficiência

    renal”) em pacientes com diversos graus de comprometimento de função renal (incluindo insuficiência

    renal) sugerem que não são necessárias alterações nas doses recomendadas de Carvegran em pacientes

    com insuficiência renal moderada a grave.

    Pacientes com menos de 18 anos de idade

    A segurança e eficácia do Carvegran em crianças e adolescentes (< 18 anos) ainda não foram

    estabelecidas (vide item “Farmacocinética em populações especiais” e “Advertências e precauções - Uso

    em populações especiais”).

    Este medicamento não deve ser partido ou mastigado.

    REAÇÕES ADVERSAS

    As reações adversas ao medicamento estão listadas de acordo com as classes dos sistemas orgânicos

    definidos pelo MedDRA e CIOMS (Council for International Organizations of Medical Sciences). As

    categorias de frequências são:

    Muito comum ≥1/10

    Comum ≥1/100 e <1/10

    Incomum ≥1/1.000 e <1/100

    Rara ≥1/10.000 e <1/1.000

    Muito rara <1/10.000

    A tabela 1 abaixo resume os efeitos indesejáveis que foram reportados com o uso de Carvegran em

    estudos clínicos pivotais:

    Tabela 1 Reações adversas ao medicamento em estudos clínicos

    Classe do sistema orgânico Reação adversa Frequência

    Distúrbios do sistema linfático e

    do sangue

    Anemia Comum

    Trombocitopenia Rara

    Leucopenia Muito Rara

    Distúrbios cardíacos Insuficiência cardíaca Muito comum

    Bradicardia Comum

    Hipervolemia Comum

    Sobrecarga hídrica Comum

    Bloqueio atrioventricular Incomum

    Angina pectoris Incomum

    Distúrbios nos olhos Alterações visuais Comum

    Redução do lacrimejamento (secura do olho) Comum

    Irritação ocular Comum

    Distúrbios gastrintestinais Náusea Comum

    Diarreia Comum

    Vômito Comum

    Dispepsia Comum

    Dor abdominal Comum

    Constipação Incomum

    Secura da boca Rara

    Distúrbios gerais e das condições

    do local de administração

    Astenia (fadiga) Muito comum

    Edema Comum

    Dor Comum

    Distúrbios hepatobiliares Aumento da alanina aminotransferase (ALT),

    aspartato aminotransferase (AST) e gama-

    glutamiltransferase (GGT)

    Muito Rara

    Distúrbios do sistema imune Hipersensibilidade (reações alérgicas) Muito Rara

    Infecções e infestações Pneumonia Comum

    Bronquite Comum

    Infecção do trato respiratório superior Comum

    Infecção do trato urinário Comum

    Distúrbios do metabolismo e

    nutricionais

    Aumento do peso

    Hipercolesterolemia

    Piora do controle da glicemia (hiperglicemia,

    hipoglicemia) em pacientes com diabetes

    preexistente

    Comum

    Distúrbios muscoesqueléticos e

    do tecido conjuntivo

    Dor em extremidades Comum

    Distúrbios do sistema nervoso Tontura Muito comum

    Cefaleia Muito comum

    Síncope, pre-síncope Comum

    Parestesia Incomum

    Distúrbios psiquiátricos Depressão, humor deprimido Comum

    Distúrbios do sono Incomum

    Distúrbios renais e urinários Insuficiência renal e anormalidades na

    função renal em pacientes com doença

    vascular difusa e/ou insuficiência renal

    subjacente

    Distúrbios miccionais Rara

    Distúrbios da mama e do sistema

    reprodutor

    Disfunção erétil Incomum

    Distúrbios respiratórios,

    torácicos e do mediastino

    Dispneia Comum

    Edema pulmonar Comum

    Asma em pacientes predispostos Comum

    Congestão nasal Rara

    Distúrbios de pele e tecidos

    subcutâneos

    Reações na pele (por exemplo, exantema

    alérgica, dermatite, urticária, prurido, lesões

    psoriásicas e do tipo líquen plano)

    Incomum

    Distúrbios vasculares Hipotensão Muito comum

    Hipotensão ortostástica Comum

    Distúrbios da circulação periférica

    (extremidades frias, doença vascular

    periférica, exacerbação de claudicação

    intermitente e fenômeno de Raynaud)

    Hipertensão Comum

    Descrição das reações adversas selecionadas

    A frequência de reações adversas não é dependente da dose, com exceção de tonturas, alterações visuais e

    bradicardia.

    Tontura, síncope, cefaleia e astenia são, normalmente, leves e ocorrem, geralmente, no início do

    tratamento.

    Em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva pode ocorrer piora da insuficiência cardíaca ou

    retenção hídrica durante a titulação do Carvegran (vide item “Advertências e precauções”).

    A insuficiência cardíaca foi um evento adverso reportado muito comumente em ambos os grupos de

    tratamento com placebo (14,5%) e carvedilol (15,4%), em pacientes com disfunção ventricular esquerda

    após infarto agudo do miocárdio.

    Deterioração reversível da função renal foi observada durante tratamento com Carvegran em pacientes

    com insuficiência cardíaca congestiva e baixa pressão arterial, cardiopatia isquêmica, doença vascular

    difusa e/ou insuficiência renal subjacente (vide item “Advertências e precauções”).

    Experiência pós-comercialização

    Os seguintes eventos adversos foram identificados durante o uso de carvedilol pós-comercialização. Por

    esses eventos serem reportados por uma população de tamanho indefinido, não é sempre possível estimar

    as suas frequências e/ou estabelecer uma relação causal com a exposição à droga.

    Distúrbios de metabolismo e nutricionais: devido às propriedades betabloqueadoras, é possível que

    diabetes mellitus latente se manifeste, que diabetes manifestado se agrave e que a contra-regulação da

    glicose seja inibida.

    Distúrbios de pele e tecidos subcutâneos: alopecia. Reações adversas cutâneas graves, como necrólise

    epidérmica tóxica e síndrome de Stevens-Johnson (vide item “Advertências e precauções”).

    Distúrbios renais e urinários: foram reportados casos isolados de incontinência urinária em mulheres,

    os quais foram resolvidos com a descontinuação da medicação.

    Em caso de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária –

    NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para Vigilância

    Sanitária Estadual ou Municipal.

    Farmácias perto de Você

    Você pode comprar Carvegran em farmácias na sua região

    Selecione abaixo sua região para obter os telefones das farmácias e drogarias

    Estado:
    Ver lojas próximas a você
    close