Medicamentos Referências com princípio ativo de Maxalgina

Mostrando 5 medicamentos Referências com o mesmo princípio ativo encontrado em Maxalgina
Atenção! Decisões sobre o tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente, evite auto-medicação, leia a bula.

Medicamentos referência com o mesmo princípio ativo de Maxalgina

Comparar Preços de Mirador

Mirador é um medicamento com princípio ativo dipirona sodica

a partir de R$ 10,79

Comparar Preços de Magnopyrol

Magnopyrol é um medicamento com princípio ativo dipirona sodica

a partir de R$ 21,90

Comparar Preços de Conmel

Conmel é um medicamento com princípio ativo dipirona sodica

a partir de R$ 97,12

Comparar Preços de Lomdor

Lomdor é um medicamento com princípio ativo dipirona sodica

Comparar Preços de Maxiliv

Maxiliv é um medicamento com princípio ativo dipirona sodica

Informações sobre Maxalgina

Maxalgina é um medicamento seu princípio ativo é dipirona sodica , é fabricado por Natulab , indicado para o tratamento de Analgésico E Antitérmico e não é necessário apresentar receita no momento da compra.

Princípio ativo Dipirona Sodica

A dipirona sódica, também conhecida como metamizol sódico, é um medicamento analgésico, antipirético e antiespasmódico amplamente utilizado para aliviar a dor, reduzir a febre e controlar espasmos musculares. É uma das drogas mais consumidas em todo o mundo devido à sua eficácia e ampla gama de aplicações.

Aqui estão algumas informações importantes sobre a dipirona sódica:

Indicações:

1. Alívio da dor: A dipirona sódica é frequentemente usada para aliviar dores moderadas a intensas, como dores de cabeça, dores musculares, dores articulares, dor de dente e pós-cirúrgicas.

2. Redução da febre: Ela também é usada para diminuir a febre em condições como resfriados, gripe e outras infecções febris.

3. Controle de espasmos musculares: A dipirona sódica pode ser usada para tratar espasmos musculares, cólicas abdominais e outros distúrbios de espasmos musculares.

Como funciona:

A dipirona sódica atua inibindo a produção de substâncias chamadas prostaglandinas, que estão envolvidas na inflamação, dor e febre. Ao reduzir a produção de prostaglandinas, a dipirona sódica ajuda a aliviar a dor, diminuir a inflamação e reduzir a temperatura corporal.

Administração:

A dipirona sódica geralmente é administrada por via oral na forma de comprimidos ou solução, embora também possa ser administrada por via intravenosa em um ambiente clínico. A dosagem varia de acordo com a idade, peso e condição do paciente. É essencial seguir as instruções do médico ou as informações do rótulo do medicamento para a dosagem correta.

Efeitos colaterais:

Embora a dipirona sódica seja considerada segura e bem tolerada na maioria das pessoas, ela pode causar alguns efeitos colaterais, que incluem:

- Irritação estomacal
- Reações alérgicas, que podem ser graves em alguns casos (embora sejam raras)
- Diminuição temporária da pressão sanguínea
- Queda da contagem de glóbulos brancos (leucopenia)

Precauções:

- A dipirona sódica não deve ser usada em caso de alergia conhecida a esta substância ou a outros medicamentos que contenham dipirona.
- Pessoas com histórico de reações alérgicas graves a medicamentos, como erupção cutânea, falta de ar ou inchaço, devem evitar o uso de dipirona.
- Deve-se ter cuidado com o uso prolongado ou em altas doses, pois isso pode aumentar o risco de leucopenia, uma condição em que o número de glóbulos brancos no sangue diminui.
- Mulheres grávidas devem evitar o uso de dipirona no primeiro trimestre de gravidez, pois há algumas preocupações com relação ao desenvolvimento fetal.

A dipirona sódica é um medicamento sujeito a prescrição médica em muitos países, e o uso deve ser sempre supervisionado por um profissional de saúde. Se você está considerando usar a dipirona sódica para o alívio da dor, febre ou espasmos musculares, é importante discutir com seu médico para garantir o uso apropriado e seguro deste medicamento.