Drogaria Pacheco
Hemax-Eritr 4000Ui S3 Med 1 Ampola
oferta em destaque a partir de R$ 65,50

Hemax Preço em 9 Lojas

27.44201.66BRL11

Compare a partir de R$ 27,44 até R$ 201,66 em 9 farmácias online

Encontre 11 preços, similares, bulas, apresentações e tire dúvidas
Filtrar resultados
Hemax-Eritr 4000Ui S3 Med 1 Ampola preço

Compare 9 preços de Hemax-Eritr 4000Ui S3 Med 1 Ampola nas melhores farmácias e pague menos

Colocar na Lista Histórico de Preços
Hemax-Eritr 4000Ui S3 Med 1 Ampola

R$ 212,88
R$ 65,50

  • Drogaria Pacheco
69%

Hemax-Eritr 4000Ui S3 Med 1 Ampola comercializado por Drogaria Pacheco

Ganhe ate 50% off no segundo item genérico. Aproveite o convênio e tenha ainda mais promoções exclusivas! Suas compras em até 3x sem juros.

Ir na farmácia online
DrogariaPacheco Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml - a partir de R$ 27,44
Hemax-Eritr 4000Ui S3 Med 1 Ampola

R$ 207,68
R$ 66,45

  • Drogaria São Paulo
68%

Hemax-Eritr 4000Ui S3 Med 1 Ampola comercializado por Drogaria São Paulo

Ganhe ate 50% off no segundo item genérico. Aproveite o convênio e tenha ainda mais promoções exclusivas! Suas compras em até 3x sem juros.

Ir na farmácia online
DrogariaSãoPaulo Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml - a partir de R$ 27,44
Hemax 4.000 Ui

R$ 56,34

  • Drogaria Nova Esperança

Hemax 4.000 Ui comercializado por Drogaria Nova Esperança

Ir na farmácia online
NovaEsperança Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml - a partir de R$ 27,44
Hemax Eritron 4000Ui Ampola De 2Ml

R$ 205,18
R$ 127,42

  • Farmácia Preço Popular
38%

Hemax Eritron 4000Ui Ampola De 2Ml comercializado por Farmácia Preço Popular

Frete Grátis para Todo *Brasil para compras acima de R$ 169,90 e até 2kg, dependendo da localidade.

Ir na farmácia online
PrecoPopular Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml - a partir de R$ 27,44
Hemax Eritron Solução Injetável Intravenosa E Subcutânea 4.000Ui C/ 1 Ampola +Diluente De 2Ml

R$ 207,68
R$ 201,66

  • Drogaria Farma Delivery
3%

Hemax Eritron Solução Injetável Intravenosa E Subcutânea 4.000Ui C/ 1 Ampola +Diluente De 2Ml comercializado por Drogaria Farma Delivery

Frete Grátis SP capital e ABC, consulte condições.

Ir na farmácia online
FarmaDelivery Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml - a partir de R$ 27,44
Hemax 4.000 4000 Ui Inj Ctx1

R$ 27,44

  • Nova Medicamentos

Hemax 4.000 4000 Ui Inj Ctx1 comercializado por Nova Medicamentos

Ir na farmácia online
NovaMedicamentos Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml - a partir de R$ 27,44
Hemax 4.000Ui (1Fra + Dil 2Ml)

R$ 38,70

  • Agille Speciality

Hemax 4.000Ui (1Fra + Dil 2Ml) comercializado por Agille Speciality

Ir na farmácia online
AgilleSpeciality Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml - a partir de R$ 27,44
Hemax 4.000 Ui Frasco Ampola - Biosintética Alfaepoetina

R$ 47,78

  • OncoExpress

Hemax 4.000 Ui Frasco Ampola - Biosintética Alfaepoetina comercializado por OncoExpress

Ir na farmácia online
OncoExpress Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml - a partir de R$ 27,44
Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml

R$ 36,99

  • Farma22

Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml comercializado por Farma22

Ir na farmácia online
Farma22 Hemax Eritron 4000Ui Injetável 1 Frasco Ampola + Diluente De 2Ml - a partir de R$ 27,44

Categoria: Outros
Código de Barras: 7896181904250
Laboratorio: Outros

Hemax 10.000 Ui Com 1 Fraco-Ampola preço

Compare 2 preços de Hemax 10.000 Ui Com 1 Fraco-Ampola nas melhores farmácias e pague menos

Colocar na Lista Histórico de Preços
Hemax 10.000 Ui Com 1 Fraco-Ampola

R$ 126,38

  • Drogaria Nova Esperança

Hemax 10.000 Ui Com 1 Fraco-Ampola comercializado por Drogaria Nova Esperança

Ir na farmácia online
NovaEsperança Hemax 10.000 Ui Frasco Ampola + Diluente - Biosintética Alfaepoetina - a partir de R$ 126,38
Hemax 10.000 Ui Frasco Ampola + Diluente - Biosintética Alfaepoetina

R$ 179,80

  • OncoExpress

Hemax 10.000 Ui Frasco Ampola + Diluente - Biosintética Alfaepoetina comercializado por OncoExpress

Ir na farmácia online
OncoExpress Hemax 10.000 Ui Frasco Ampola + Diluente - Biosintética Alfaepoetina - a partir de R$ 126,38

Categoria: Outros
Código de Barras: 7896181901709
Laboratorio: Outros

Para que Hemax e indicado?

Hemax é um medicamento Similar, seu princípio ativo é eritropoetina humana , é fabricado por Biosintética , sua indicação de uso é Antianêmicos e é necessário apresentar receita no momento da compra.

INDICAÇÕES

HEMAX ERITRON está indicado:

Hemax Eritron_BU 01_VPS 2

- no tratamento da anemia em pacientes com insuficiência renal crônica dialíticos: HEMAX ERITRON

está indicado naqueles pacientes em tratamento dialítico, com o objetivo de aumentar ou manter o

nível de glóbulos vermelhos (determinado pelos valores de hematócrito ou hemoglobina) e reduzir a

necessidade de transfusões..

- no tratamento da anemia em pacientes com câncer que fazem quimioterapia: em pacientes com

neoplasias metastáticas não-mielóides, HEMAX ERITRON está indicado para o tratamento da anemia

sintomática ocasionada pela quimioterapia.

- no tratamento da anemia em pacientes pediátricos infectados pelo vírus HIV: HEMAX ERITRON

está indicado no tratamento da anemia em pacientes infectados pelo vírus HIV com 6 meses a 15 anos

de idade, com o objetivo de aumentar ou manter o nível de glóbulos vermelhos (determinado pelos

valores de hematócrito ou hemoglobina) e reduzir a necessidade de transfusões.

- no tratamento da anemia do prematuro: HEMAX ERITRON está indicado no tratamento da anemia do

prematuro em recém-nascidos com peso ao nascimento < 1250 g e idade gestacional menor que 34

semanas.

CONTRA-INDICAÇÕES

HEMAX ERITRON é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade à eritropoietina, à albumina

humana, a produtos derivados de linhagens celulares de mamíferos e/ou a qualquer outro componente da

fórmula.

Esse medicamento é contra-indicado em pacientes com hipertensão arterial não controlada ou de difícil

controle ou aplasia pura de série vermelha após tratamento prévio com epoetina.

HEMAX ERITRON é contra-indicado em pacientes com comprometimento grave das artérias

coronarianas, das artérias periféricas, da carótida ou doença vascular cerebral grave; e em pacientes que

tenham sofrido infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral recentes; e em pacientes que serão

submetidos a cirurgia ortopédica eletiva de grande porte e que participam de um programa de pré-

depósito de sangue autólogo.

Hemax Eritron_BU 01_VPS 6

Esse medicamento é contra-indicado em pacientes que, por qualquer razão, não possam receber profilaxia

adequada com antitrombóticos.

POSOLOGIA E MODO DE USAR

Instruções de uso

O médico responsável deverá prescrever a dose e frequência de aplicações para cada paciente.

HEMAX ERITRON pode ser administrado por injeção intravenosa ou subcutânea. Quando for

administrado por via subcutânea (SC), pode ser aplicado pelo próprio paciente ou por outra pessoa

treinada.

- Limpe a parte de cima do frasco com álcool antes de utilizá-lo.

- Dissolver o conteúdo de um frasco ampola de HEMAX ERITRON com o diluente que acompanha o

produto.

- A área de aplicação também deve ser desinfetada com álcool, antes da injeção.

- Não agite o frasco. Não utilize o medicamento caso observe alguma partícula dentro do frasco.

- Insira a agulha pela borracha localizada na parte superior do frasco de HEMAX ERITRON. Com a

agulha dentro do frasco, vire o frasco de cabeça para baixo e mantenha-o na altura dos olhos.

- Puxe o êmbolo para baixo até atingir a dose indicada, verificando sempre com a marcação indicada na

seringa.

- Não administre outras medicações simultaneamente na mesma seringa e não dilua a medicação com

outros diluentes ou doses diferentes da recomendada.

- Delicadamente, bata na seringa com os dedos, para que as bolhas se dirijam para a parte superior da

seringa. Aperte o êmbolo até que não se tenha mais bolhas, e complete a seringa para acertar a dose.

- Aplique o medicamente sempre em locais diferentes do corpo.

- Troque sempre a seringa a cada aplicação. Não utilize a seringa e a agulha mais de uma vez.

- Utilize algum tipo de recipiente adequado para o descarte das seringas e agulhas. Mantenha esse

recipiente fora do alcance de crianças e animais.

- Após a reconstituição, usar imediatamente.

- Não reutilizar o frasco-ampola após retirar a dose a ser administrada. Desprezar o resto do produto.

Uso intravenoso

Hemax Eritron_BU 01_VPS 12

A injeção deve ser aplicada durante 1 a 5 minutos, dependendo da dose total. Em pacientes em

hemodiálise, a injeção deve ser aplicada após a sessão de diálise. Injeções mais lentas, durante 5 minutos,

podem ser benéficas em pacientes que apresentem efeitos colaterais do tipo gripal. HEMAX ERITRON

não deve ser administrado em infusão ou combinado a outras soluções parenterais.

Uso subcutâneo

A injeção subcutânea é dada por meio de aplicação sob a pele, normalmente atrás do braço, na parte

superior da coxa ou no abdômen. O volume máximo por local de injeção é de 1 ml. Portanto, para

volumes maiores, deve-se utilizar mais de um local de aplicação.

Risco de uso por via de administração não recomendada

Se utilizada por via oral, a eritropoietina não apresenta o efeito desejado.

Posologia

Anemia em pacientes com insuficiência renal crônica

A insuficiência renal crônica é um quadro clínico no qual se observa uma diminuição progressiva da

função renal de forma irreversível. O tratamento com epoetina demonstrou estimular a eritropoiese nos

pacientes com anemia e insuficiência renal, com necessidade ou não de diálise. A primeira evidência da

estimulação da eritropoiese é o aumento dos reticulócitos após 8 dias do início do tratamento;

posteriormente, durante a segunda e sexta semanas, se observa o aumento da hemoglobina e do

hematócrito. A velocidade e magnitude deste aumento dependem da dose inicial de alfaepoetina, dos

níveis basais do hematócrito e hemoglobina, das reservas de ferro e das situações clínicas que podem

provocar resistência ao tratamento (estados inflamatórios, infecciosos, etc.).

Antes do início do tratamento com HEMAX ERITRON devem ser descartadas outras causas de anemias

(por exemplo: déficit de ácido fólico ou vitamina B12) e corrigidos fatores concomitantes que podem

agravar a anemia, em especial o déficit de ferro. Portanto, devem ser realizados estudos do metabolismo

do ferro que incluem dosagem de ferro sérico, capacidade total de saturação e porcentagem de saturação

da transferina e ferritina sérica. Recomenda-se que os pacientes tenham uma saturação de transferina

maior que 20% e mais de 100 ng/dl de ferritina antes de iniciar o tratamento com HEMAX ERITRON. Os

níveis de ferro devem ser monitorados e mantidos em valores adequados durante o tratamento com

epoetina.

A pressão arterial deve ser controlada antes do tratamento e monitorada cuidadosamente durante o

mesmo.

A dose inicial recomendada em pacientes adultos em hemodiálise é de 50 UI/kg/dose por via IV ou de 40

UI/kg/dose via SC, três vezes por semana. Após quatro semanas de tratamento, deve-se ajustar a dose de

acordo com o aumento alcançado nos níveis de hemoglobina (alvo entre 10 e 12 g/dl):

- Se o aumento for de 1 g/dl ou mais: continuar com a mesma dose;

- Se o aumento for inferior a 1 g/dl: aumentar a dose em 25%.

A dose máxima sugerida é de 300 UI/kg, três vezes por semana.

Uma vez atingido o valor desejado, pode-se reduzir a dose em 30% e passar a utilizar a via SC se o

paciente iniciou o tratamento pela via IV. A dose de manutenção deve ser individualizada para cada

paciente. 10% dos pacientes em diálise necessitam de 25 UI/kg/dose, três vezes por semana e outros 10%

necessitam de 200 UI/kg/dose, três vezes por semana; a dose média de manutenção é de 75 UI/kg/dose,

três vezes por semana.

Hemax Eritron_BU 01_VPS 13

Os ajustes de dose devem ser realizados entre intervalos não menores que 4 semanas, uma vez que a

resposta à alteração da dose se evidencia após 2 a 6 semanas. Se não houver resposta terapêutica em 12

semanas de uso de HEMAX ERITRON, deve-se investigar o perfil férrico do paciente para possível

suplementação se os níveis de transferina se encontraram abaixo de 20%. Se transfusões sanguíneas

foram necessárias, o uso de HEMAX ERITRON deve ser descontinuado.

Em pacientes pediátricos a dose inicial recomendada é igual a dos adultos: 50 UI/kg, IV, 3 vezes por

semana, para pacientes dialíticos; e 40 a 50 UI/kg, SC, 3 vezes por semana, para pacientes não-dialíticos.

A dose de manutenção depende do tamanho corpóreo. A dose utilizada habitualmente, administrada três

vezes por semana é:

- peso inferior a 10 kg: 75 a 150 UI/kg/dose;

- peso entre 10 e 30 kg: 60 a 150 UI/kg/dose;

- peso superior a 30 kg: 30 a 100 UI/kg/dose.

Deve-se reduzir gradualmente a dose até o valor mais baixo que permita manter o hematócrito e a

hemoglobina nos níveis desejados (hemoglobina entre 10 e 12 g/dl).

Anemia em pacientes com câncer que fazem quimioterapia

Nesta população de pacientes, a epoetina aumenta o hematócrito e reduz as necessidades transfusionais

entre o primeiro e o quarto mês de tratamento.

Existem dois regimes de administração de HEMAX ERITRON que podem ser empregados:

- Administração três vezes por semana: a dose inicial recomendada é de 150 UI/kg/dose, três vezes por

semana por via SC. No caso de não se obter resposta após 8 semanas, pode-se aumentar a dose em 50

UI/kg/dose até o máximo de 300 UI/kg/dose, três vezes por semana. Se a hemoglobina atingir 12 g/dl

ou aumentar mais de 1 g/dl no período de 2 semanas, reduzir a dose em 25%.

Se os valores do hematócrito excederem 40%, interromper a administração até que o valor chegue a

36%. Reduzir a dose em 25% quando reiniciar o tratamento e avaliar se o hematócrito se manteve

dentro dos valores desejados.

No caso de pacientes pediátricos com idades entre 6 meses e 18 anos, as doses reportadas foram de 25

a 300 UI/kg IV ou SC, três a sete vezes por semana.

- Administração em dose única semanal: a dose inicial em adultos é de 40.000 UI, via SC, uma vez por

semana. Se após 4 semanas a hemoglobina não aumentou 1 g/dl, na ausência de transfusão, deve-se

aumentar a dose de HEMAX ERITRON para 60.000 UI. Se o tratamento com HEMAX ERITRON

produzir uma resposta rápida, por exemplo, um aumento de hemoglobina maior que 1 g/dl em um

período de 2 semanas, deve-se reduzir a dose em 25%.

Não se deve iniciar a terapia com HEMAX ERITRON nesses pacientes se a hemoglobina inicial estiver

acima de 10 g/dl. Os ajustes das doses devem ser realizados para manter o menor nível de hemoglobina

possível necessário para evitar transfusões sanguíneas. O tratamento deve ser descontinuado se não

houver resposta terapêutica após 8 semanas de uso, se apesar do uso da alfaepoetina ainda forem

necessárias transfusões sanguíneas e após o fim do ciclo de quimioterapia.

Deve-se interromper a administração de HEMAX ERITRON se o valor de hemoglobina exceder 13 g/dl,

e reiniciar o tratamento com uma dose reduzida em 25% quando a hemoglobina atingir um nível inferior a

12 g/dl. Descontinuar o tratamento aproximadamente 4 semanas após o término da quimioterapia.

Se os pacientes não responderem satisfatoriamente à dose semanal de 60.000 UI após 4 semanas, é pouco

Hemax Eritron_BU 01_VPS 14

provável que respondam a doses maiores de HEMAX ERITRON.

Anemia em pacientes infectados pelo vírus HIV com idade entre 6 meses e 15 anos

HEMAX ERITRON reduz a necessidade transfusional e aumenta o hematócrito nos pacientes HIV

positivos tratados com AZT, resultando no aumento significativo da qualidade de vida. A dose inicial

recomendada é de 150 UI/kg/dose (50 a 400 UI/kg) em crianças (maiores que 6 meses de idade), duas a

três vezes por semana, por via IV ou SC, durante 8 semanas. Pode-se avaliar a resposta após 4 semanas de

tratamento. No caso de não se obter uma resposta satisfatória, pode-se aumentar esta dose em 50 UI/kg

até o máximo de 300 UI/kg, três vezes por semana. Os ajustes necessários devem ser feitos de forma a

manter os níveis mais baixos de hemoglobina necessária para evitar transfusões e não exceder o limite

superior de segurança de 12 g/dl.

A resposta ao tratamento com alfaepoetina pode diminuir na presença de infecções ou episódios

inflamatórios.

Se os valores do hematócrito excederem 40% ou a hemoglobina exceder 12 g/dl, interromper a

administração até que o valor chegue a 36%. Reduzir a dose em 25% quando reiniciar o tratamento e

avaliar se o hematócrito se manteve dentro dos valores desejados.

Anemia do prematuro

O uso de HEMAX ERITRON na anemia do prematuro reduz as necessidades transfusionais, medidas,

tanto pelo número de pacientes transfundidos, quanto pelo volume de sangue transfundido.

A dose recomendada é de 250 UI/kg, três a cinco vezes por semana, por via IV ou SC, a partir da segunda

semana de vida e durante oito semanas.

REAÇÕES ADVERSAS

Efeitos cardiovasculares: dor torácica (7% em pacientes com insuficiência renal crônica), insuficiência

cardíaca congestiva (6,6-9%), evento cardiovascular maior (18%), edema (6-17%), hipertensão arterial

(5-25%), infarto do miocárdio (0,4-3,1%), acidente vascular cerebral (1,7%), taquicardia (31%).

Efeitos dermatológicos: diaforese (40%), sensação de frio (40%), reação no local da aplicação (10-29%),

dor cutânea (4-18%), prurido (18-22%), rash cutâneo (16%).

Efeitos gastrintestinais: constipação (42-53%), diarréia (6-21%), indigestão (7-11%), náusea (11-58%),

vômitos (8-20%).

Efeitos hematológicos: anemia grave, trombose venosa profunda (4,7-11%), trombose no sítio da injeção

(5-20%), deficiência de ferro (72%), exacerbação de porfiria (raro), aplasia pura de células vermelhas

(muito raro), trombocitose, trombose (1,1-23%), tromboembolismo venoso (7,5%).

Efeitos imunológicos: anafilaxia, desenvolvimento de anticorpos, reação de hipersensibilidade imune

(rara).

Efeitos músculo-esqueléticos: artralgia (11%).

Efeitos nefrológicos: nefrotoxicidade, trombose da veia renal, infecção do trato urinário (3-12%).

Efeitos neurológicos: afasia, isquemia cerebral (6%), acidente vascular cerebral (0,4-3,2%), confusão,

tontura (5-21%) cefaléia (10-19%), encefalopatia hipertensiva, insônia (13-21%), parestesia (11%),

convulsão (1,1-3,2%), ataque isquêmico transitório.

Efeitos oftalmológicos: conjuntivite (36% com administração IV), trombose da artéria retiniana (rara).

Hemax Eritron_BU 01_VPS 15

Efeitos psiquiátricos: ansiedade (2-11%).

Efeitos respiratórios: tosse (18%), dispnéia (13-14%), congestão pulmonar (15%), embolismo

pulmonar, infecção das vias aéreas superiores (11%).

Outros efeitos: óbito, febre (29-51%), infecções, sintomas semelhantes aos da gripe (21%), progressão

tumoral (12-21%).

A frequência das reações adversas varia de acordo com a doença indicativa do tratamento, com a dose de

eritropoietina e via de administração.

Reações adversas separadas por frequência de ocorrência:

Reação muito comum (> 1/10): evento cardiovascular maior (18%), edema (6-17%), hipertensão arterial

(5-25%), diaforese (40%), sensação de frio (40%), reação no local da aplicação (10-29%), dor cutânea (4-

18%), prurido (18-22%), rash cutâneo (16%), constipação (42-53%), diarréia (6-21%), indigestão (7-

11%), náusea (11-58%), vômitos (8-20%), anemia grave, trombose venosa profunda (4,7-11%), trombose

no local da injeção (5-20%), deficiência de ferro (72%), trombose (1,1-23%), artralgia (11%), infecção do

trato urinário (3-12%), tontura (5-21%), cefaléia (10-19%), insônia (13-21%), parestesia (11%),

conjuntivite (36% com administração IV), ansiedade (2-11%), tosse (18%), dispnéia (13-14%), congestão

pulmonar (15%), infecção das vias aéreas superiores (11%), febre (29-51%), sintomas semelhantes aos da

gripe (21%), progressão tumoral (12-21%).

Reação comum (> 1/100 e < 1/10): dor torácica (7% em pacientes com insuficiência renal crônica),

insuficiência cardíaca congestiva (6,6-9%), infarto do miocárdio (0,4-3,1%), acidente vascular cerebral

(1,7%), taquicardia (31%), tromboembolismo venoso (7,5%), isquemia cerebral (6%), acidente vascular

cerebral (0,4-3,2%), convulsão (1,1-3,2%).

Reação rara (> 1/10.000 e < 1/1.000): exacerbação de porfiria, reação de hipersensibilidade imune,

trombose da artéria retiniana.

Reação muito rara (< 1/10.000): aplasia pura de células vermelhas.

Reação com frequência não relatada: anafilaxia, desenvolvimento de anticorpos, nefrotoxicidade,

trombose da veia renal, afasia, confusão, encefalopatia hipertensiva, ataque isquêmico transitório,

embolismo pulmonar, infecções, óbito.

Em casos de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária -

NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância

Sanitária Estadual ou Municipal.

Farmácias perto de Você

Você pode comprar Hemax em farmácias na sua região

Selecione abaixo sua região para obter os telefones das farmácias e drogarias

Estado:
Ver lojas próximas a você