Medicamentos Referências com princípio ativo de Acetazona

Mostrando 3 medicamentos Referências com o mesmo princípio ativo encontrado em Acetazona
Atenção! Decisões sobre o tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente, evite auto-medicação, leia a bula.

Medicamentos referência com o mesmo princípio ativo de Acetazona

Comparar Preços de Maxidex

Maxidex é um medicamento com princípio ativo dexametasona

a partir de R$ 9,35

Comparar Preços de Maxitrol Pomada

Maxitrol Pomada é um medicamento com princípio ativo dexametasona

a partir de R$ 34,99

Comparar Preços de Neodex

Neodex é um medicamento com princípio ativo dexametasona

Informações sobre Acetazona

Acetazona é um medicamento seu princípio ativo é dexametasona , é fabricado por Sobral , indicado para o tratamento de Corticóide e é necessário apresentar receita no momento da compra.

Princípio ativo Dexametasona

A dexametasona é um medicamento pertencente à classe dos corticosteroides, que são hormônios esteroides produzidos naturalmente pelas glândulas suprarrenais. A dexametasona é uma forma sintética (artificial) do hormônio corticosteroide chamado cortisona. Abaixo estão informações importantes sobre a dexametasona:

Indicações:
A dexametasona é usada para tratar uma variedade de condições médicas devido às suas propriedades anti-inflamatórias e imunossupressoras. As principais indicações incluem:
- Redução da inflamação em condições como artrite, alergias, asma e dermatite.
- Supressão de reações imunológicas excessivas, como alergias graves, doenças autoimunes e rejeição de órgãos transplantados.
- Alívio de sintomas em condições respiratórias, como asma, bronquite e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).
- Tratamento de edema cerebral, uma condição em que há acúmulo de líquido no cérebro.
- Controle de náuseas e vômitos causados por quimioterapia em pacientes com câncer.

Mecanismo de Ação:
A dexametasona age inibindo a inflamação e suprimindo o sistema imunológico. Ela reduz a produção de substâncias químicas pró-inflamatórias e evita que o sistema imunológico responda a estímulos que desencadeiam inflamação. Isso ajuda a aliviar sintomas como dor, inchaço e vermelhidão.

Formas de Administração:
A dexametasona está disponível em várias formas, incluindo comprimidos, injeções intramusculares ou intravenosas, cremes ou pomadas tópicas, colírios e soluções orais. A forma e dosagem específicas variam de acordo com a condição tratada.

Efeitos Colaterais:
O uso de dexametasona pode estar associado a vários efeitos colaterais, especialmente quando usada em doses elevadas ou por longos períodos. Alguns efeitos colaterais comuns incluem:
- Ganho de peso.
- Aumento do apetite.
- Retenção de líquidos.
- Hipertensão arterial.
- Mudanças de humor, insônia ou irritabilidade.
- Fraqueza muscular.
- Afinamento da pele.
- Aumento do risco de infecções.

Precauções:
- A dexametasona não deve ser usada em caso de alergia à substância ativa ou a outros corticosteroides.
- Seu uso deve ser cuidadosamente monitorado em pacientes com diabetes, hipertensão, úlceras pépticas, infecções fúngicas ou bacterianas não controladas, entre outras condições.
- Não deve ser interrompida abruptamente, pois isso pode levar a sintomas de retirada. A dose deve ser reduzida gradualmente sob supervisão médica.

Contraindicações:
A dexametasona é contraindicada em pacientes com infecções fúngicas sistêmicas não tratadas, hipersensibilidade à dexametasona ou qualquer componente da fórmula, entre outras condições.

É importante que a dexametasona seja usada estritamente de acordo com as instruções do médico ou as orientações da bula, pois seu uso indevido ou prolongado pode estar associado a efeitos colaterais graves. Em caso de dúvidas ou efeitos colaterais indesejados, é fundamental consultar um médico ou profissional de saúde.