Medicamento Similar com princípio ativo de Olmesartana Midoxomila Hidroclorotiazida Eurofarma

Mostrando 1 medicamento Similar com o mesmo princípio ativo encontrado em Olmesartana Midoxomila Hidroclorotiazida Eurofarma
Atenção! Decisões sobre o tratamento de pacientes devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente, evite auto-medicação, leia a bula.

Medicamentos similares com o mesmo princípio ativo de Olmesartana Midoxomila + Hidroclorotiazida

Comparar Preços de Holmes H

Holmes H é um medicamento com princípio ativo olmesartana medoxomila + hidroclorotiazida

a partir de R$ 57,09

Informações sobre Olmesartana Midoxomila + Hidroclorotiazida

Olmesartana Midoxomila + Hidroclorotiazida é um medicamento seu princípio ativo é olmesartana medoxomila + hidroclorotiazida , é fabricado por Eurofarma , indicado para o tratamento de Anti-Hipertensivo e é necessário apresentar receita no momento da compra.

Princípio ativo Hidroclorotiazida

A hidroclorotiazida é um medicamento diurético usado no tratamento de condições como hipertensão arterial (pressão alta) e edema (retenção de líquidos). Ela pertence a uma classe de medicamentos conhecida como tiazídicos e atua promovendo a eliminação de água e sódio do organismo por meio da urina.

Aqui estão alguns pontos-chave sobre a hidroclorotiazida:

Mecanismo de Ação:
A hidroclorotiazida age principalmente aumentando a quantidade de água e sódio excretados pelos rins. Isso ajuda a reduzir o volume de líquidos no corpo, o que, por sua vez, diminui a pressão sanguínea. A redução da pressão arterial é benéfica para pessoas com hipertensão.

Indicações:
A hidroclorotiazida é frequentemente prescrita para o tratamento da hipertensão arterial. Além disso, é usada em situações em que a eliminação de excesso de líquidos do corpo é necessária, como em casos de edema relacionado a condições cardíacas, hepáticas ou renais.

Posologia:
A dosagem e a frequência de administração da hidroclorotiazida dependem das necessidades do paciente e das orientações médicas. O médico determinará a dose adequada com base na condição de saúde específica e na resposta ao tratamento.

Efeitos Colaterais:
Os efeitos colaterais comuns da hidroclorotiazida incluem desidratação, aumento da sensibilidade à luz solar, hipocalemia (diminuição dos níveis de potássio no sangue), entre outros. O médico monitora os pacientes em tratamento com esse medicamento para minimizar riscos e efeitos adversos.

Avisos e Precauções:
Pessoas com alergia à hidroclorotiazida ou a outros diuréticos sulfonamídicos não devem usá-la. Além disso, indivíduos com problemas renais ou hepáticos graves devem ser monitorados de perto quando em tratamento. A hidroclorotiazida pode interagir com outros medicamentos, portanto, é importante informar ao médico sobre todos os medicamentos que está tomando.

Lembrando que a hidroclorotiazida deve ser prescrita e administrada por um médico, e as informações aqui fornecidas são apenas para fins informativos. Se você tiver alguma dúvida ou estiver considerando o uso desse medicamento, é fundamental consultar um profissional de saúde para avaliar sua situação específica e receber orientações médicas adequadas.

Princípio ativo Olmesartana Medoxomila

A Olmesartana Medoxomila é um medicamento do grupo dos antagonistas do receptor de angiotensina II, que atua no bloqueio da ação da angiotensina II, uma substância que causa a constrição dos vasos sanguíneos, levando ao aumento da pressão arterial.

Essa medicação é indicada para o tratamento da hipertensão arterial, ajudando a controlar e regular a pressão arterial elevada. Ao bloquear os receptores de angiotensina II, a Olmesartana Medoxomila permite que os vasos sanguíneos se dilatem, o que reduz a resistência e a pressão nas artérias.

Além disso, a Olmesartana Medoxomila também pode ser prescrita para pacientes com insuficiência cardíaca e proteína na urina devido à diabetes, sendo capaz de proteger os rins contra danos causados pela pressão alta.

É importante ressaltar que este medicamento deve ser prescrito e orientado por um médico, pois só ele pode avaliar a condição de saúde do paciente e determinar a dose e duração adequadas do tratamento. O uso incorreto ou a interrupção abrupta do medicamento pode trazer consequências negativas para a saúde.